14
nov
Europa, Experimentar

Voando de Premium Economy da Air France

Dentro de um avião, centímetros a mais ou a menos fazem uma diferença enorme, e falo isto porque pude ver e sentir este diferencial em meu último vôo de Brasília a Paris, quando experimentei o conforto extra das poltronas da Premium Economy da Air France.

Esta foi a minha primeira vez no vôo AF 515, saindo direto da minha casa para a Cidade Luz.

01_Air France

Em um upgrade mais do que necessário, viajei por 10 horas no conforto de uma classe intermediária entre a Econômica e a Executiva, e que não exagero em qualificá-la como uma categoria bastante superior em termos de conforto e serviço se comparada a Econômica.

A começar no checkin: uma fila exclusiva para as classes Executiva e Premium Economy reduz o tempo de espera em pé na fila da Sky Priority, uma vantagem também extensível a membros do Sky Team Gold, Platinum e Elite Plus.

Já a bordo do Boeing 777-200 da Air France, 24 poltronas localizadas logo após a Executiva são separadas por cortininhas, champagne, travesseiro de verdade e nécessaire exclusiva para a categoria. Sem contar todos os mimos adicionais: menu exclusivo, bebidas alcoólicas, balinhas Fauchon e Salidou, chocolates Valrhona, os centímetros a mais entre uma poltrona e outra, maior inclinação e apoio para os pés. Um salto qualitativo no apertar dos cintos!

02_Air France

Air France 1

Air France 2

Air France 3

Air France 4

Ainda no quesito vantagens, quem viaja de Premium Economy conta com a utilização exclusiva dos toaletes da Executiva, o que significa cremes e águas termais para deixar a pele revigorada e o mais importante: menos disputa na hora do aperto!

03_Air France

04_Air France

A melhor parte do conforto vem no cartão de crédito: a diferença de preço de uma classe Econômica para a Premium Economy é muito menor do que para a Executiva, o que é uma grande vantagem para quem precisa chegar inteiro depois de tantas horas de voo.

05_Air France

06_Air France

07_Air France

A única falta que senti foi de poder aproveitar algum lounge enquanto esperava no aeroporto de Paris, Charles de Gaulle (terminal F) e em Brasília – já que não há sala no embarque internacional – mas que são compensados imediatamente após o aviso de “portas em automático”, quando o excelente serviço de bordo só pára na hora de aterrissar.

08_Air France

 

09_Air France