10
jan
Ásia, Experimentar

Harbin: frio. Muito frio.

A escrita chinesa considera a integralidade para definir as coisas. Significa que ela parte de algo maior para o menor, sempre. Isso é visto em endereços, por exemplo, que começam com o país e decantam até chegar ao número do quarto da pessoa, se for preciso. Sendo assim, vamos por partes: Ásia, China. Província de Heilongjiang. Cidade: Harbin. Famosa por seu festival de inverno, as temperaturas chegam facilmente aos -30ºC e você sente na pele o adjetivo congelante, ainda que esteja embaixo de 4 camadas de roupa. 

Onde está Harbin? Acima da Coreia do Norte, ao lado de Vladivostok. Harbin é uma das maiores cidades do Norte da China e vive principalmente da indústria. Um dia, já foi o lar de uma grande população russa – daí a forte influência na arquitetura. Se não fosse pelos ideogramas em neon (nossa, como eles gostam!), você poderia facilmente achar que estava perdido em uma cidade russa qualquer. A construção mais icônica é a igreja de Santa Sofia, no centro da cidade. A igreja abriga o Centro de Arquitetura de Harbin, mas o fato de que todas as explicações do museu estão apenas em chinês fez com que optássemos por não visitar (não é muito democrático, convenhamos!).

      Cílios congelados em frio de matar    Arquitetura russa

Catedral Santa Sofia

Muitos desses russos que imigraram para a China no fim do século 19 eram judeus, que chegaram a somar vinte mil habitantes e formavam uma influente comunidade.  Há um museu judaico em uma antiga sinagoga (Nova Sinagoga de Harbin). A outra sinagoga da cidade teve um destino não tão digno: virou um albergue decadente.

Museu judaico

Museu judaico 2

O festival de inverno acontece todo ano durante janeiro e fevereiro. O frio é de lascar e não há nada que possa ser feito para amenizar a sensação de morte por congelamento. Nada mesmo: 3 casacos, botas especiais para neve, impermeáveis e quentinhas, calça de ski, gorro, protetor de orelha, cachecol… O Festival de Inverno compreende o Festival de Gelo e o Festival de Neve – cada um com ingressos distintos. Tanto as esculturas de neve como as de gelo são impressionantes, mas as que mais me chamaram a atenção foram as de gelo. Achei um espetáculo imperdível – à noite fica tudo iluminado e é algo único. Digo sem pestanejar que essa viagem ao norte foi a melhor parte da viagem à China.

Escultura de neve

Castelo de gelo

Castelo de gelo 2

Labirinto de gelo

O IBIS de Harbin é uma boa opção de hospedagem – fica perto de um shopping com supermercado, do centro da cidade e do Monumento ao Controle de Inundações. E por que estou mencionando esse monumento? É ali perto que você vai achar o teleférico que te levará ao outro lado do Rio Songhua – onde se encontra o festival de inverno.

Harbin tem um capítulo triste em sua história. A cidade foi palco de atrocidades cometidas pelo império japonês durante a ocupação na China. Tudo em nome da guerra biológica. A Unidade 731 foi um campo de concentração onde os japoneses faziam experimentos nos chineses e russos. Há um museu no local, que eu gostaria muito de ter visitado, mas não fui. Vai ficar para a próxima, pois eu volto lá com certeza.

  • Adriano

    Muito bom Thaísa!!!

    Adorei o site!

    Suas histórias servirão de inspiração para as minhas próximas viagens.

  • Tatiana

    Parabéns pelo primeiro texto de centenas… sucesso. Estarei acompanhando e pitacando também! Conta para gente o que se come neste frio… não deve dar para comer sushi congelado né?

  • Yramaia Salviano

    Como sempre ótimos textos e dicas.
    Não sabia da existência desse lugar, adorei as esculturas em neve e gelo!
    Um brinde de sorte ao blog de vocês!!

  • Nathanna Fábia Cavalcanti

    Parabéns Thiago,

    Adorei a ideia de visitar um lugar com -30°C novamente, porque esse festival de Inverno vale muito uma viagem.

    Seu texto é uma delícia de ler, que venham muitos outros.

    Sucesso!

    • Thiago Magalhães

      Obrigado, Nathana. Vem mais texto por aí. =]

  • Bruno Valente

    Thai,

    Que bacana o artigo! Parabéns, pela iniciativa! Você precisa escrever sobre as nossas experiências na Angola! Ou melhor, Croácia.

    Bjos

  • Tamara Socolik

    Impressionantes esculturas! (preciso de muito preparo psicológico pra enfrentar um frio desse)

  • Oi Thaisa,
    Adorei os textos, fiquei até com vontade de conhecer a China… Sucesso!!!
    Bjim